Print |  Close this window

Comparacaode Estrategiasde Paralelizacaoem Ambientes Paravirtualizados

Tags
Authors (if Research)
Artur Baruchi and Edson Toshimi Midorikawa
Country
Brazil
Operating Regions
Operating Countries
(In Portuguese) Resumo: Diversas pesquisas vêm sendo realizadas na tentativa de minimizar o overhead da Virtualização em ambientes de alto desempenho. Os benefícios de se utilizar virtualização, tais como a melhor utilização de recursos computacionais e a maior facilidade em se criar e destruir Máquinas Virtuais de acordo com as necessidades do ambiente, tornam esta tecnologia bastante atraente em ambientes de alto desempenho. Neste artigo são realizados testes com MPI e OpenMP, que são duas tecnologias empregadas em ambientes de alto desempenho, na tentativa de identificar qual delas sofre maior degradação de desempenho utilizando-se Paravirtualização. Os testes foram realizados, com três benchmarks de características diferentes, sendo que um deles utiliza computação intensiva (Multiplicação de Matriz) e o outro maior número de troca de mensagens (Cálculo de dissipação de Calor). O terceiro benchmark utilizado foi o Integer Sort (IS), que faz parte do NPB (NAS Parallel Benchmark). Como Monitor de Máquinas Virtuais foi utilizado o Xen, pois disponibiliza maior flexibilidade na configuração. Os resultados demonstraram que a utilização do MPI em ambientes paravirtualizados sofreu pouca degradação de desempenho e em determinadas situações apresentou melhora no desempenho em comparação com um ambiente utilizando Linux Nativo. Em contrapartida o OpenMP apresentou maior sensibilidade ao utilizar-se Máquinas Virtuais.
Print |  Close this window